terça-feira, 3 de junho de 2014

Coragem



Ainda chove nesta madrugada.
Lágrimas de anjos que caem suavemente desde... nem sei quando.
Na verdade, eu cruzei a fronteira em silêncio
até ao fim dos meus sonhos...
e agora
resta-me um coração vazio
embora contenha em si ainda três recantos:
o primeiro protege o último amor,
o segundo, contém as cinzas dos meus anseios destruídos,
o terceiro... de tão vazio, limita-se a ser...
só, numa dor pesada e sombria.
Ah, se pudesses chegar agora
e encher cada quarto com o teu
amor intenso e esperança cintilante!

E coragem...
e mais coragem...
... para continuar,
para viver!
mas não há mais luz
nem há mais sombra...

apenas o luto do amanhecer!

SLL

Sem comentários:

Publicar um comentário