terça-feira, 3 de junho de 2014

Cartas de Desamor... (no meu feminino)



Lembra-se de lhe ter explicado que a vida toda( até que a própria vida me provasse o contrário...) sempre sonhei ter, um dia, um casamento feliz, ser óptima dona de casa, blá, blá, blá ?

Pois...eu estou mesmo apaixonada: a minha casa cheira a cera...que eu adoro chão de madeira bem encerado e o cheirinho a cera quando se chega a casa...e não é que pensei: "hummmm...ele deve gostar de chegar a casa e cheirar a cera...deve lembrar-se da casa do avô das cerejeiras...

Que tola...não sei porquê acho que sou "clássica" em certas coisas e estas coisas de dona de casa...são apenas algumas delas ( com a devida ressalva para as gripes da zona dos congelados....que, como lhe disse, só me deprime).

Acho que você tem ar ( e qualquer homem que tenha dois dedos de testa...) de gostar destes odores "clássicos" ao entrar em casa....acho que deve gostar de chegar e ser recebido por um abraço apertado...um jantar feito com ternura...drianças devidamente tratadas e de banho tomado, cheirosas e contentes por vê-lo...e um serão repleto de ternura, a saber como correu o dia para ambos...depois de deitar os pequenos...e antes do resto da noite!!!

Agora diga-me cá se isto não é uma "caretice de um pensamento"...

Mas é o meu, que hei-de fazer? a imagem de um casamento por amor: serões à conversa, jogar às cartas, ler na cama, escrever, estar ao lado a conversar sobre o que quer que seja...estar...mesmo que sem abrir a boca...estar apenas e sentir a presença do outro...

Gosto muito de si!!!

J. Orlando Rocha in "CHATices"

Sem comentários:

Publicar um comentário