quarta-feira, 28 de maio de 2014

O Tempo



Como um peregrino, caminho ao encontro da beira do espaço e do tempo
uma fronteira entre a terra e o céu, que a um só tempo
os une e os separa,
confundindo-os ante os meus olhos.


- Que fazes aqui, tão longe do teu mundo? - Alguém pergunta

- Estou aqui para me entender... e para saber se os meus sonhos têm um lugar para onde ir.

- Responder-me-às com a verdade, e eu dir-to-ei

- A verdade, e somente ela te direi

- Quais são as coisas que te são mais caras
e por elas morrerias sem hesitação

- São 3... todas me são caras e todas me são uma só:
o Divino, que é a minha fonte e a minha força, a Verdade e o Amor,

- A verdade me disseste.

- Responder-me-ás?

- Sim... fá-lo-ei
mas a seu tempo
apenas continua a caminhar...

- Mas porque não mo podes dizer agora?

- Porque eu sou o Tempo... e a mim, ninguém pode apressar.
Mas serei eu quem te dará as respostas que procuras.

- Perdoa-me. Caminharei, então.

- Há algo que te devo dizer agora, por sinal...

- De que se trata?

- Olha para dentro de ti mesma. 
Também tu tens em ti retido o Tempo....

SLL

Sem comentários:

Publicar um comentário