terça-feira, 27 de maio de 2014

Desistência



Porque há muito que perdi
a vida, sem ter razão
é que hoje forço e luto
p'ra manter meu coração
que um dia se perdeu
pelas ruas d'amargura
onde a esp'rança não existe
e a vida é longa e dura.
onde, p'ra sobreviver
só se salva o mais forte
e aquele que é frágil
chora, sofre, perde o norte.
Quando a vida é tão amarga
e tanto nos faz sofrer,
só pedimos abandono
e a sós queremos morrer.
Qualquer raio de esperança
nos parece impossível
tal é nosso desespero
e o belo não é visível.
Só vemos o fundo de um poço
e paredes a apertar
nosso frágil coração
nada mais pode aguentar.
Mas eis que surge alguém
que de novo faz viver
toda a vida que há dentro
desta alma a sofrer
volta a esperança, a alegria
volta o mundo que sorri
volta a certeza que um dia
serei feliz, só por ti.
volta o sol, o céu azul
a relva verde a paisagem
até as chuvas de inverno
não são reais, mas miragem
ilusões de alma perdida
as que foram... mas não mais.
Um dia, sim, partirei...
não regressarei jamais.

SLL

Sem comentários:

Publicar um comentário