quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Pão



Trigo feito sustento 
Espiga feita corpo 
Da terra para o fogo 
Forno intirnista 
No calor da chama 
Centelhas de existência 
Sustentável e infindável 
Farelos de paixão 
Viver esses instantes 
Como migalhas de pão 
Desta vida de amor 
Mais do que côdea 
Amolecida pelas lágrimas
Quero saborear 
O miolo 
Da essência!

Faze Araújo

Sem comentários:

Publicar um comentário